Translator

Noticias: Viver a Vida: Bárbara Paz estreia em Viver a Vida


Bárbara Paz sempre soube o que queria na TV: um personagem na Globo. Depois de oito anos de chega à TV, no reality show Casa dos Artistas, do SBT, ela finalmente conseguiu o que queria. A atriz é um dos nomes confirmados em Viver
a Vida, próxima novela do horário nobre da Globo, prevista para estrear em 21 de setembro. Na história, escrita por Manoel Carlos e dirigida por Jayme Monjardim, ela encarna Renata, uma aspirante a atriz e modelo que acaba se entregando à bebida por causa da depressão e do desejo de estar sempre em forma.

– Esse é um tipo muito comum nos Estados Unidos, o dos drunkoréxicos. São pessoas que substituem os alimentos por bebida alcoólica – explica.

Bárbara mostra já estar completamente interada com o termo drunkorexia: a atriz é capaz de passar mais de 10 minutos falando sobre o que leva alguém a adotar esse comportamento e discutindo os riscos de tal prática se tornar tendência no Brasil. Tudo reflexo da empolgação de aparecer no horário nobre.

– Vivemos em um mundo onde é moda se internar em clínica de reabilitação. O Brasil não chegou nesse ponto, mas não dá para dizer que está longe – analisa.
Na trama, Renata tem um relacionamento com Miguel, um dos gêmeos interpretados por Mateus Solano, que fez uma bela participação em Maysa – Quando Fala o Coração, no papel de Ronaldo Bôscoli. E, com o término do namoro, passa a se afundar ainda mais na bebida.

Mesmo já tendo intimidade com o assunto, Bárbara não tem ideia de quando o drama será abordado na história. As primeiras cenas de sua personagem só devem
ser gravadas no final do mês.

– Não vejo a hora de começar. Sinto como se fosse minha estreia – entrega ela.

A ansiedade de Bárbara tem fundamento. Há anos, a atriz espera uma chance de trabalhar com Monjardim e Manoel Carlos. Com o primeiro, diz, quase fez O Clone,
mas o contrato com o SBT para Casa dos Artistas, em 2001, e para protagonizar Marisol, em 2002, a impediu.

– Foi um grande aprendizado trabalhar no SBT e foi o Sílvio Santos quem me deu visibilidade. Mas na Globo é diferente. Lá, estão os melhores autores, diretores, iluminadores. Enfim, é outra conversa – argumenta.

Fonte: Zero Hora

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO